Saúde em Dia
SHBG

Também chamado: Globulina de Ligação de Testosterona e Estrógeno; TeBG

Nome formal: Globulina de Ligação de Hormônios Sexuais

Exames relacionados: Testosterona, Testosterona Livre, Testosterona Biodisponível, LH, Albumina, Estradiol, Prolactina

Como o exame é usado?

O exame para globulina de ligação de hormônios sexuais (SHBG) é pedido principalmente em conjunto com outros exames para avaliar o estado dos níveis de androgênio no indivíduo - os hormônios masculinos. Nos homens, a preocupação é quanto à deficiência de testosterona, enquanto, nas mulheres, é quanto ao excesso de produção de testosterona. O exame de testosterona total pode ser feito antes ou em conjunto com o exame para SHBG.

Os níveis de SHBG e testosterona podem ser solicitados para um homem adulto, para ajudar a determinar a causa de infertilidade, diminuição do desejo sexual e disfunção erétil, especialmente quando os resultados de testosterona total são inconsistentes com os sinais clínicos.

Nas mulheres, pequenas quantidades de testosterona são produzidas pelos ovários e glândulas adrenais. Mesmo um pequeno aumento na produção de testosterona pode interromper o equilíbrio hormonal e provocar sintomas, como falta de menstruação (amenorreia), infertilidade, acne e padrão masculino de crescimento de pelos (hirsutismo). Estes sintomas, entre outros, geralmente são observados na síndrome dos ovários policísticos, uma doença/estado clínico caracterizada pelo excesso de produção de androgênios. Os exames para SHBG e testosterona podem ser úteis para auxiliar na detecção e avaliação do excesso de produção de testosterona e/ou diminuição da concentração de SHBG.

Exames para testosterona livre, nível de albumina e outro(s) hormônio(s) sexual(is), como prolactina, estradiol e LH (hormônio luteinizante), também podem ser realizados para avaliar o equilíbrio hormonal atual do indivíduo.

Por vezes, o teste de testosterona total e SHBG são realizados para avaliação de androgênios livres, pelo cálculo do Índice de Androgênios Livres (IAL). Esta equação fornece ao médico uma impressão da quantidade de testosterona não ligada (testosterona biodisponível) à SHBG e é calculada da seguinte forma: IAL = Testosterona Total / SHBG. Em homens, a queda de testosterona provoca um aumento na SHBG, portanto, pede-se o IAL ou outra medida (testosterona biodisponível) geralmente para detecção de baixos níveis de testosterona livre, a qual pode provocar diminuição do desejo sexual, perda de massa muscular, diminuição de massa óssea ou, raramente, problemas com ereções (disfunção erétil). O IAL elevado pode ser útil na avaliação de alopecia androgênica (calvície), hirsutismo e acne grave, quando os níveis de testosterona podem estar normais.

Quando o exame é pedido?

Atualmente, o exame para SHBG não é realizado com frequência ou rotineiramente. Em muitos casos, o médico percebe que o exame de testosterona total, e talvez a testosterona livre, fornecem informações suficientes. O exame para SHBG é feito principalmente quando os resultados da testosterona total não são consistentes com os sinais clínicos, como diminuição do desejo sexual em homens ou hirsutismo em mulheres.

O que significa o resultado do exame?

Um nível alto de SHBG provavelmente significa que há uma quantidade menor de testosterona livre disponível nos tecidos do que o indicado no exame de testosterona total. Um nível baixo de  SHBG significa que mais testosterona total está "biodisponível" – não ligada à SHBG. Esta informação pode ser importante na avaliação global de um indivíduo com sinais e sintomas de uma doença/estado clínico relacionada à produção excessiva ou diminuída de hormônios sexuais.

Níveis aumentados de SHBG podem ser observados em:

• Doença hepática
• Hipertiroidismo
• Transtornos alimentares (anorexia)
• Uso de estrógeno (terapia de reposição hormonal e contraceptivos orais)
• Diminuição da produção de hormônios sexuais (hipogonadismo)
• Gravidez

Diminuição da SHBG é observada em:

• Obesidade
• Síndrome dos ovários policísticos
• Hipotiroidismo
• Hirsutismo
• Uso de andrógeno (esteróide)
• Acne
• Doença de Cushing

Há mais alguma coisa que eu devo saber?

A concentração de SHBG normalmente é maior em crianças de ambos os sexos. Após a puberdade, os níveis de SHBG diminuem mais rapidamente em homens do que em mulheres. Os níveis são normalmente estáveis em adultos e começam a aumentar em homens idosos, ao mesmo tempo em que os de testosterona total começam a diminuir. Em mulheres pós-menopáusicas as concentrações de SHBG, testosterona e estrógenos diminuem quando a produção hormonal pelos ovários reduz gradualmente.

O exame para testosterona biodisponível está se tornando um conceito cada vez mais importante tanto para os médicos quanto para os pesquisadores. Pode ser medido pela remoção da testosterona ligada à SHBG da amostra de sangue coletada e, então, analisando o remanescente. Uma estimativa também pode ser calculada usando o Índice Androgênico Livre.